Menu

Caridade: Seja a mudança que você quer ver no mundo

Autor: Diego Gomes

Caridade

 

Gandhi, que trabalhou com a caridade principalmente no âmbito moral, costumava dizer que precisamos ser a mudança que queremos ver no mundo. Ou seja, antes de querer mudar algo no mundo, é necessário melhorar suas atitudes para que o resultado impacte o seu entorno.

Quais são os tipos de instituições sociais no Brasil?

É muito comum vermos notícias que mostram grandes problemas sobre política, economia, esportes, fome, miséria entre tantas outras áreas e ficarmos com a sensação de que algo precisa ser feito com urgência para mudar esse cenário. Seguindo o raciocínio de Gandhi, podemos ser a mudança necessária. Ao alterar nosso próprio comportamento, com o intuito de ajudar o próximo através da caridade, podemos combater a fome, a miséria e a pobreza que estão presentes na vida de milhares de pessoas.

Você sabe o que é economia compartilhada?

Fizemos uma lista com sugestões de como podemos começar a nos mexer para combater estes problemas:

1. Comece por uma ajuda que não irá gerar nenhum desconforto pessoal. Um exemplo é a doação de recursos como roupas, dinheiro, comida, nota fiscal entre outros materiais.

2. O segundo passo para quem está com uma maior vontade para ajudar o próximo seria através da doação de seu tempo. Este tipo de caridade podemos começar praticando em nossa família, ouvindo avós, crianças, pais, filhos.

3. Doe o seu tempo e esforço para lugares carentes que precisam de voluntários. As ações podem ser as mais variadas como construções de casas para desabrigados, leitura, oficinas, narração de histórias, entre outras ações que precisam de tempo, esforço, uma dose generosa de boa vontade e muita felicidade, com o intuito de acender uma luz em um cenário tão obscuro.

4 passos para escolher uma ONG que você queira ajudar

Pequenos atos de caridade impactam as vidas de outras pessoas e inspiram mudanças no mundo.